domingo, 31 de março de 2013

PÁSCOA...


É ser capaz de mudar, 
É partilhar a vida na esperança,
É lutar para vencer toda sorte de sofrimento.
É ajudar mais gente a ser gente,
É viver em constante libertação,
É crer na vida que vence a morte.
É dizer sim ao amor e à vida,
É investir na fraternidade,
É lutar por um mundo melhor,
É vivenciar a solidariedade.
É renascimento, é recomeço,
É uma nova chance para melhorarmos
as coisas que não gostamos em nós,
Para sermos mais felizes  por conhecermos
a nós mesmos mais um pouquinho.
É vermos que hoje...
somos melhores do que fomos ontem".
Desejo a todos uma
Feliz  Páscoa, cheia de paz, amor e muita saúde!
Beijinhos com sabor de chocolate.

Fonte: 
http://www.velhosamigos.com.br/datasespeciais/diapascoa18.html#neyla

Páscoa é Ressureição

                   

                   Em breve chegará o dia em que os cristãos
comemoram a ressurreição de Jesus e os judeus a   
libertação do cativeiro egípcio - a Páscoa .

Com esse evento, renovo minha fé cristã na
ressurreição e no imenso amor de Deus por
seus filhos adotivos, enviando seu Filho Amado
- seu Filho unigênito - para nos salvar.

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que
deu seu Filho unigênito para que todo aquele
que Nele crê, não pereça mas tenha vida eterna.
João 3:16.

Uma das mensagens bíblicas fundamentais, para
mim, é a salvação dada com a morte de Jesus e
a sua vitória sobre a cruz. Ele morreu, mas
ressuscitou! Pra crer neste evento e em tantos
outros que a Bíblia relata, temos que ter fé e
essa fé não é dada nem comprada. A fé só vem
pela Palavra de Deus.

De sorte que a fé é pelo ouvir e o ouvir pela
Palavra de Deus. Romanos 10:17.

Ora, sem fé é impossível agradar a Deus,
porque é necessário que aquele que se
aproxima de Deus creia que Ele existe e que é
galardoador dos que O buscam. Hebreus 11:6.

Creio plenamente na ressurreição de Jesus
Cristo. Sei e sinto que Ele me ama - apesar dos
meus muitos defeitos.

Sou e serei eternamente grata aos meus pais
por ter tido esta oportunidade ímpar - conhecer
Jesus e seus ensinamentos.

VIVA! JESUS RESSUSCITOU!

Corintiano, fã de rock e dono de casa


Alex Franulovic descobriu que lugar de homem é na cozinha, na faxina e no escritório. “É a revolução masculina necessária para os dias atuais”, diz

Alex Franulovic, mais velho de três irmãos, cresceu em uma casa onde as tarefas domésticas não eram divididas. No trono, a rainha mãe era absoluta, responsável única por lavar, passar, limpar e deixar comida pronta na hora do almoço ou jantar. Até que chegou a hora do príncipe sair do ninho e descobrir que roupa colorida não pode ser misturada à branca na máquina de lavar, papel higiênico não é reposto automaticamente no banheiro e não há mágica para fazer os pratos sujos desaparecerem da pia.
Celso Pupo/Fotoarena
O gato borralheiro dividiu as funções com a rainha e então virou rei do lar
Com diploma de geógrafo em mãos, Alex deixou São Paulo aos 28 anos para trabalhar no Rio de Janeiro. Descobriu – aos trancos e barrancos – que naquele torcedor corintiano e fã de rock habitava um gato borralheiro adormecido pelo conforto de nunca ter precisado varrer um chão.
“Há 9 anos descobri que o meu lugar, além do escritório, também é na cozinha e na faxina”, diz ele. Aos 37 de idade, adaptou-se tanto ao papel de dono de casa que formou, ao lado de dois amigos também adeptos da jornada “casa, comida e roupa lavada”, o grupo Donos de Casa.
Situação econômica
O nascimento do “Alex Franulovic dono de casa” foi simultâneo ao do “Alex Franulovic desempregado”. “Eu cheguei ao Rio de Janeiro, casei e, meses depois, fui demitido. Minha mulher dava um duro danado na profissão e eu tinha tempo livre para ser ocupado”, lembra.
“A grana estava curta para ter empregada doméstica ou levar roupas na lavanderia. Comecei me aventurando na cozinha, depois cuidando da limpeza. Óbvio que manchei algumas peças de roupa, mas aprendi a ser dono de casa rapidinho.”
A situação econômica da época fez com que o desemprego fosse assunto predominante na rodinha dos amigos de Alex. “Alguns deles, também movidos pelo desemprego, começaram a pegar no batente dentro de casa. Daí, como brincadeira, fizemos camisetas com dizeres sobre a nossa nova profissão: ‘sou dono de casa’”, conta. “Depois criamos aventais para homens, panos de prato masculinos. Montamos um site para vender os produtos e discutir a necessidade do homem assumir este posto dentro dos lares. Mais do que um negócio, ser dono de casa é uma demanda social”, acredita.
Celso Pupo/Fotoarena
Alex e a filha de nove anos: enquanto um trabalha, o outro "segura as pontas"
Mais do que um negócio, ser dono de casa é uma demanda social”, acredita Alex
Revolução
Alex arrumou novo emprego, mas não deixou as tarefas domésticas para escanteio. A dupla jornada, acredita, só não ficou pesada porque ele dividiu as funções com a esposa. “Eu divido, não ajudo”, faz questão de ressaltar.
A divisão foi fundamental para três pilares principais: renda familiar, dar conta da chegada da primeira filha (há cinco anos) e fazer com que o tempo sobre também para os jogos do Corinthians, cervejinha com os amigos e shows de rock.
“Minha mulher fica tranquila em fazer hora extra no trabalho, pois sabe que eu pego minha filha na escola e faço jantar. Quando eu preciso passar mais tempo no escritório, ela também segura as pontas. Tudo é compartilhado, o que deixa nossa estrutura sólida para o trabalho, lazer e educação da nossa filha”, diz Alex, concordando que a revolução feminina consistiu na saída delas para o mercado de trabalho e a revolução masculina necessária para os dias atuais “é a entrada dos homens para as funções domésticas”.
E, segundo indicam as pesquisas mais recentes, esse será um longo caminho. Nas casas brasileiras, a maior parte da população feminina permanece solitária na função de lavar, passar, limpar e cuidar dos filhos. Pesquisa feita pelo Instituto DataPopular identificou que 71% das mulheres casadas não conta com nenhuma ajuda dos companheiros para o trabalho caseiro , o que compromete a remuneração delas no mercado formal, afirmam os especialistas.
Para reverter o cenário, Alex convida os homens a ligarem o som no último volume e partirem para a ação. “As músicas do Ramones são ótimas para fazer faxina. Ajudam a combater o estresse. E para quem é solteiro, fica a dica: ganha pontos o homem que sabe cuidar da casa e não é um peso para mulher.”
Quatro passos para virar dono de casa, por Alex Franulovic
1. Pare de se enganar. Quem não faz trabalho de casa tem mais trabalho para ter uma boa relação em casa.
2. Procure a área com que você mais se identifica: cozinhar, arrumar, lavar, passar. Assuma como tarefa obrigatória e tenha em mente que não é ajuda à companheira. É divisão, portanto você faz sempre, e não só quando recebe um pedido para fazer.
3. Peça dicas para quem sabe fazer, mas descubra seu próprio jeito de executar as tarefas. Lembre sempre sua companheira que você é executor das tarefas, e não um auxiliar.
4. Saiba que no início você vai errar. Acidentes acontecem, mas não são desculpa para não fazer mais. 
Fonte: http://delas.ig.com.br/comportamento/2013-03-19/corintiano-fa-de-rock-e-dono-de-casa.html

sábado, 30 de março de 2013

Páscoa


Símbolos da Páscoa

Do hebreu Peseach, Páscoa significa a passagem da escravidão para a liberdade. É a maior festa do cristianismo e, naturalmente, de todos os cristãos, pois nela se comemora a Passagem de Cristo - "deste mundo para o Pai", da "morte para a vida", das "trevas para a luz".
Considerada, essencialmente, a Festa da Libertação, a Páscoa é uma das festas móveis do nosso calendário, vinda logo após a Quaresma e culminando na Vigília Pascal.
Entre os seus símbolos encontram-se:

O Ovo de Páscoa
A existência da vida está intimamente ligada ao ovo, que simboliza o nascimento.

O Coelhinho da Páscoa
Por serem animais com capacidade de gerar grandes ninhadas, sua imagem simboliza a capacidade da Igreja de produzir novos discípulos constantemente.

A Cruz da Ressurreição
Traduz, ao mesmo tempo, sofrimento e ressurreição.

O Cordeiro
Simboliza Cristo, que é o cordeiro de Deus, e se sacrificou em favor de todo o rebanho.

O Pão e o Vinho
Na ceia do senhor, Jesus escolheu o pão e o vinho para dar vazão ao seu amor. Representando o seu corpo e sangue, eles são dados aos seus discípulos, para celebrar a vida eterna.

O Círio
É a grande vela que se acende na Aleluia. Quer dizer: "Cristo, a luz dos povos". Alfa e Ômega nela gravadas querem dizer: "Deus é o princípio e o fim de tudo".
Autor desconhecido


Como calcular a data da Páscoa
Para calcular a data da Páscoa para qualquer ano no calendário Gregoriano (o calendário civil no Brasil), usa-se a seguinte fórmula, com todas as variáveis inteiras, com os resíduos das divisões ignorados. Usa-se a para ano, m para mês, e d para dia. O sinal * significa multiplicação.

c = a/100
n = a - 19*(a/19)
k = (c - 17)/25
i = c - c/4 - (c-k)/3 +19*n + 15
i = i - 30*(i/30)
i = i - (i/28)*(1-(i/28)*(29/(i+1))*((21-n)/11))
j = a + a/4 + i + 2 -c + c/4
j = j - 7*(j/7)
l = i - j
m = 3 + (l+40)/44
d = l + 28 - 31*(m/4)

Por exemplo, para o ano de 2000,

a=2000
c=2000/100=20
n=2000-19×(2000/19)=2000-19×105=5
k=(20-17)/25=0
i=20-(20/4)-[(20-0)/3]+(19×5)+15=20-5-6+95+15=119
i=119-30×(119/30)=119-(30×3)=29
i=29-{(29/28)×[1-(29/28)]×(29/30)×[(21-5)/11]}=29-{1×0×0×1}=29
j=2000+500+29+2-20+5=2516
j=2516-[7×(2516/7)]=2516-[7×359]=3
l=29-3=26
m=3+[(26+40)/44]=3+1=4
d=26+28-(31×1)=23

com a páscoa em 23 de abril de 2000.

Este algoritmo é de J.-M.Oudin (1940) e impresso no Explanatory Supplement to the Astronomical Almanac, ed. P.K. Seidelmann (1992).
Autor desconhecido


Data da Páscoa nos próximos anos

2014 Abril 20            2017 Abril 16          2020 Abril 12
2015 Abril 5              2018 Abril 1            2021 Abril 4
2016 Março 27          2019 Abril 21          2022 Abril 17


A Páscoa no mundo

Na China 
O "Ching-Ming" é uma festividade que ocorre na mesma época da Páscoa, onde são visitados os túmulos dos ancestrais e feitas oferendas, em forma de refeições e doces, para deixá-los satisfeitos com os seus descendentes.

Na Europa 
As origens da Páscoa remontam a bem longe, aos antigos rituais pagãos do início da primavera (que no Hemisfério Norte inicia em março). Nestes lugares, as tradições de Páscoa incluem a decoração de ovos cozidos e as brincadeiras com os ovos de Páscoa como, por exemplo, rolá-los ladeira abaixo, onde será vencedor aquele ovo que rolar mais longe sem quebrar.
Nos países da Europa Oriental, como Ucrânia, Estônia, Lituânia e Rússia, a tradição mais forte é a decoração de ovos com os quais serão presenteados amigos e parentes. A tradição diz que, se as crianças forem bem comportadas na noite anterior ao domingo de Páscoa e deixarem um boné de tecido num lugar escondido, o coelho deixará doces e ovos coloridos nesses "ninhos".

Nos Estados Unidos 
A brincadeira mais tradicional ainda é a "caça ao ovo", onde ovos de chocolate são escondidos pelo quintal ou pela casa para serem descobertos pelas crianças na manhã de Páscoa. Em algumas cidades a "caça ao ovo" é um evento da comunidade e é usada uma praça pública para esconder os ovinhos.

No Brasil e América Latina 
O mais comum é as crianças montarem seus próprios ninhos de Páscoa, sejam de vime, madeira ou papelão, e enchê-los de palha ou papel picado. Os ninhos são deixados para o coelhinho colocar doces e ovinhos na madrugada de Páscoa. A "caça ao ovo" ou "caça ao cestinho" também é utilizada.
Autor desconhecido


Fonte:  http://www.arteducacao.pro.br/homenagem/Pascoa/pascoa.htm

sexta-feira, 29 de março de 2013

Como está o seu trabalho?


Sei que às vezes a gente fica meio perdido profissionalmente. Não sabemos se estamos na profissão ou empresa certa. Temos medo de mudar, afinal, mudanças deixam a gente meio sem rumo. É como uma mudança de casa, no começo, tudo fica fora de lugar e a gente mal consegue achar aquela calça que tanto gosta.
Mas é normal se sentir assim, e, geralmente, mudanças são um sinal de que estamos crescendo, melhorando, evoluindo.
Sei que você tem um grande potencial, e, no início, talvez não consiga empreender todo ele no lugar em que está agora, mas, isso também é normal, afinal, todos precisam conhecer o valor que você tem como profissional, e, boa parte disso só depende de você mostrar e, principalmente, de deixar claro que é capaz de fazer mais do que foi contratado para fazer.
Procure sempre fazer seu trabalho o mais rápido possível, sem perder a qualidade, aliás, procurando melhorar, sem perder tempo fazendo coisas desnecessárias. Como dizia Drucker: “não há nada pior do que fazer alguma coisa benfeita que não precisa ser feita”.
Mesmo que você se sinta meio sem rumo, fique tranquilo, as coisas sempre vão se encaixando para quem tem competência, motivação… e paciência, claro, não confunda paciência com a tolice de ficar numa empresa que há cinco anos você não melhora sua renda.
Eu sempre levo comigo uma mensagem que falo nas palestras e que tenho a certeza de que é um ingrediente que garante o crescimento profissional: nunca menospreze as pequenas coisas. Quando eu era gari todo mundo varria mal a rua. Eu não. Eu varria com muita vontade e deixava-a brilhando. Graças a Deus em menos de seis meses saí da rua e fui parar numa ótima empresa.
Então, seja lá o que você for fazer, veja grandeza nisso. O mundo precisa desse trabalho e se é você o responsável por fazê-lo, faça com maestria, para que todos vejam sua marca nele. Faça-o tão benfeito que quando sair desse lugar para um melhor, todos comentarão sua performance, e aplaudiram sua subida.
Deixo pra você o segredo do sucesso, que pouca gente sabe: “dê sempre o seu melhor, em tudo que fizer”.
Grande abraço, fique com Deus, sucesso e felicidades sempre!
Fonte: http://ogerente.com.br/rede/carreira/trabalho-competencia-profissional?utm_source=Rede+O+Gerente&utm_campaign=1cd3569b65-Rede_O_Gerente_08_03_2013&utm_medium=email

quinta-feira, 28 de março de 2013

Jamef prevê crescimento de 30% e abertura de mais unidades


jamef 30Seguindo o modelo de expansão iniciado no último ano, a Jamef Encomendas Urgentes ganhará mais três unidades ainda neste semestre: Feira de Santana e Vitória da Conquista, na Bahia, e Itajaí em Santa Catarina. A empresa inaugurou sete filiais no Nordeste durante 2012: Bahia, Alagoas, Sergipe, Paraíba, Ceará, Pernambuco e Rio Grande do Norte. Com a expansão, a Jamef prevê um crescimento de 30% em 2013.
Além das novas unidades, a Jamef investe em treinamento, TI e na ampliação da frota, que deve crescer em torno de 15%. “Estamos intensificando nossos programas de treinamento. Geramos mais de 300 postos de emprego com as novas unidades. São colaboradores que estão chegando e precisam manter o padrão de qualidade atingido pela Jamef ao longo desses quase 50 anos de atuação”, explica Paulo Nogueirão, diretor comercial da Jamef.
Com o atual crescimento do consumo e a proximidade de grandes eventos esportivos, como Olimpíadas e Copa do Mundo, a demanda no segmento de transportes vai elevar consideravelmente. Pensando nisso, a Jamef está fortalecendo a sua atuação em todo o Brasil.
Fonte: http://www.imam.com.br/imam/ultimas-noticias/jamef-preve-crescimento-de-30-e-abertura-de-mais-unidades

Os três professores da vida


Vivemos uma era de competição acirrada em que não se pode desperdiçar oportunidades para novos aprendizados. Precisamos estar atentos a todo o tipo de ensinamento, e dele tirar o melhor proveito para o nosso aprimoramento pessoal e profissional.
Neste contexto, o último domingo 03/03/2013, tem tudo para entrar para a história do futebol Carioca e a vida de todos aqueles que buscam bons exemplos no esporte para se tornarem pessoas melhores.
Estamos falando do clássico Carioca Flamengo versus Botafogo valendo uma vaga para disputar o título da Taça Guanabara. Poderia ter sido um jogo como um outro qualquer, não fosse as circunstâncias que envolveu tal disputa. O Flamengo acumulava a maior pontuação (ganhou todos os jogos que disputou) e vinha de uma vitória na semana anterior, sobre o alvinegro de General Severiano.
Além de natural motivação de disputar a final do campeonato, a data coincidiu com o aniversário do maior ídolo rubro-negro: Zico. Também, a seu favor, havia a estatística apontando que nos últimos dez anos, os dois times haviam se enfrentado onze vezes, sendo oito empates e três vitórias do Flamengo. Vale lembrar, que para o rubro-negro bastava o empate, para seguir em frente na competição.
Tudo favorável! A classificação parecia certa, os atletas e a comissão técnica confiantes e o triunfo parecia garantido. No entanto, com menos de um minuto de jogo o Botafogo fez um gol e foi assim até os 48 minutos da etapa final, quando o alvinegro fez o segundo e liquidou a partida.
Durante todo o tempo o time rubro-negro parecia tranquilo, como se estivesse certo de que a qualquer momento um gol salvador surgiria. Afinal de contas, nas vezes passadas, um falta próximo a área, um pênalti ou um lance em velocidade fez a diferença, logo agora não seria diferente.
O tempo se passava e o time rubro-negro continuava confiante no sucesso. O time da Gávea começou a sentir a possibilidade do fracasso faltando poucos minutos do final da partida. Mas, ai já era tarde e a derrota foi inevitável. Se você pensa como eu, não podemos deixar esse acontecimento passar em branco, pois ele nos oferece inúmeras oportunidades para reflexão e aprendizados.
Afinal de contas, em nossa vida costuma ocorrer situações similares. Quando a situação é favorável, nos sentimos poderosos, aparentemente inabaláveis, “marchamos” pelas ruas como se nada pudesse nos abalar, olhamos o mundo de cima para baixo, surfamos a “crista da onda” e até parece que será assim para sempre.
Daí, quando menos se espera, somos surpreendidos com Tsunami avassaladora. Acusamos o golpe e, não raro, recordamos de palavras sábias, como as do memorável Chico Xavier: “na vida não vale tanto o que temos, nem tanto importa o que somos. 
Vale o que realizamos com aquilo que possuímos e, acima de tudo, 
importa o que fazemos de nós!”
Quando algo assim ocorre, percebemos que não passamos de um grão de areia no universo, que não há espaço para caprichos dos que se acham acima do bem e do mal.  Na jornada para o topo, é fundamental sim estar seguro, confiante e motivado para triunfar. No entanto, é preciso considerar que o sucesso tem seu preço e exige boas estratégias, foco,equilíbrio, constância, preparo adequado, simplicidade, persistência, respeito e sobretudo humildade.
Afinal de contas, também, nos ensina Mário Quintana: “Nesta vida temos três professores importantes: o ‘Momento Feliz’, o ‘Momento Triste’ e o ‘Momento Difícil’. O ‘Momento Feliz’ mostra o que não precisamos mudar. O ‘Momento Triste’ mostra o que precisamos mudar. O ‘Momento Difícil’ mostra que somos capazes de superar.”
Fonte: http://ogerente.com.br/rede/carreira/aprimoramento-aprendizado-equilibrio?utm_source=Rede+O+Gerente&utm_campaign=1cd3569b65-Rede_O_Gerente_08_03_2013&utm_medium=email

quarta-feira, 27 de março de 2013

Acompanhe e monitore


O verdadeiro líder consegue com que seus liderados deem conta dos trabalhos quando não têm mais acompanhamento, e, sobretudo, quando o líder está ausente.
Mas, tenho visto muitos líderes perderem excelentes profissionais por não se darem conta de que antes de libertar completamente o colaborador, existe um tempo em que se deve acompanhar os trabalhos operacionais que eles receberam.
Sim, o sonho do líder é delegar e receber um trabalho tão ou mais benfeito que ele próprio faria operacionalmente. Todavia, isso acontece com o tempo, e não meramente porque houve a delegação.
Geralmente, por um bom período os líderes precisam acompanhar de perto o trabalho delegado aos liderados, até que perceba que já estão tinindo na execução da tarefa ou na tomada de decisão.
Não há como precisar um tempo. Tudo depende do grau de responsabilidade e complexidade da tarefa a ser executada ou da decisão a ser tomada.
Por exemplo: se você delega a tarefa de assentar tijolos ao seu auxiliar, provavelmente depois de uma ou duas semanas ele já estará assentando bem os tijolos. Mas, se você delegar a ele a decisão de calcular a profundidade necessária para que a fundação sustente toda a obra, vai ter que acompanhá-lo por bem mais tempo.
Numa grande empresa, delegar a execução de um trabalho administrativo, como a quantidade de material de escritório a ser comprado é simples, mas, delegar o recrutamento e seleção de pessoas é algo que vai exigir um acompanhamento bem mais amplo até que seu liderado seja capaz de escolher as pessoas certas para os lugares certos na empresa.
Por esse motivo é que os líderes que conseguem construir grandes equipes sabem que precisarão acompanhar seus liderados pelo tempo necessário, claro, sempre atentos a pessoas que não mostrarão o perfil para executar esta ou aquela tarefa ou tomar decisões.
Depois que você fez um acompanhamento eficaz e percebeu que ele já é capaz de executar as tarefas e tomar decisões, é hora de se afastar um pouco do liderado e confiar no trabalho dele. Ainda assim, não dê carta branca. Depois do período de acompanhamento, há ainda o período de monitoramento, onde você, líder, deve ficar com a decisão final ou com a verificação final se a tarefa foi executada perfeitamente, para que, em caso negativo, não traga resultados negativos aos negócios da empresa.
Por exemplo: você é dono de uma oficina mecânica e contrata um ajudante de mecânico. Depois de acompanhá-lo na execução de suas tarefas, e já delegou a ele praticamente todos os trabalhos operacionais, deve ainda monitorar seu serviço, antes que ele entregue o carro ao cliente. Desse modo, você atesta se o trabalho ficou benfeito ou se precisa de alguns retoques para que o cliente fique satisfeito.
Na área administrativa, se contratou um gerente financeiro, você, como diretor de finanças, pode ter delegado a ele o pagamento dos fornecedores, porém, o cheque quem assina ainda é você.
Para o sucesso na delegação, depois de tê-la feito, acompanhe e monitore pelo tempo necessário. Enfim, compreenda que, em se tratando de tarefas, praticamente tudo pode ser delegado completamente, mas, em se falando de decisões, há as que dependerão de você enquanto estiver vivo.
Grande abraço, fique com Deus, sucesso e felicidades sempre!
Fonte: http://ogerente.com.br/rede/recursos-humanos/trabalho-delegacao-funcionarios/?utm_source=Rede+O+Gerente&utm_campaign=1cd3569b65-Rede_O_Gerente_08_03_2013&utm_medium=email

Roubo de cargas em SP subiu 5,5% em 2012


Estado teve, segundo números da Secretaria de Segurança Pública, um total 7.342 ocorrências de roubos de cargas durante o ano. Em 2011, número de ocorrências ficou em 6.958
roubo-de-caminhao
O número de ocorrências de roubos de carga no Estado de São Paulo subiu 5,5% em 2012, segundo números da Secretaria de Segurança Pública. No período, foram registrados 7.342 casos de roubos em todo o Estado, contra 6.958 de 2011.
Segundo os números do governo, os roubos de carga em território paulista tiveram maior concentração no segundo trimestre de 2012, com 2.002 ocorrências. Nos demais trimestres, os casos somaram 1.911, 1.713 e 1.716 ocorrências.
De 2010 para 2011, o número de ocorrências havia caído sensivelmente, de 7.249 para 6.958 ocorrências. Confira na tabela abaixo a evolução dos números nos últimos quatro anos:
tabela-roubo-de-cargas
Fonte: http://www.transportabrasil.com.br/2013/03/roubo-de-cargas-em-sp-subiu-55-em-2012/

terça-feira, 26 de março de 2013

Seja ridículo


Gente muito certinha não tem graça. Elas são cansativas e insossas.
Elas comem de garfo e faca, sendo que a alegria pode estar em lambuzar a cara.
Elas adoram dar nó em gravatas em vez de usar as que têm nó pronto, assim sobraria mais tempo para desatarem os nós da vida.
Capricham demais na aparência, mesmo que a razão de existir esteja na essência.
Adoram termos eruditos, por mais que as palavras simples é que expressem os verdadeiros sentimentos.
Usam sapatos de couro legítimo e caríssimos, ainda que seja com os pés descalços que se sente o orvalho da manhã.
Constroem prédios, mansões, pisos e mais pisos, mas destroem a própria vida na miséria de suas ganâncias.
Gente certinha é complicada. Adoram trigonometria. Não entendem que a felicidade é uma continha de 2+2.
Nas empresas têm cumprimentos sérios, ainda que um caloroso abraço é que forme uma verdadeira equipe.
Como líderes não mostram os dentes, embora se conquiste muito mais respeito e admiração mostrando os dentes do que dando murros na mesa.
Em casa não emprestam mais o colo aos filhos, só porque estes já passaram dos dezoito anos, com isso, não percebem que liberam os filhos para receberem “carinho” das más companhias.
No relacionamento afetivo querem joias, carros, produtos de grifes famosas, sem se darem conta de que enquanto o cofre das riquezas enche, o cofre da felicidade esvazia.
Riqueza material é ótima, mas, ela tem que ter o carimbo da humildade e da felicidade.
Mesmo correndo o risco de ser ridículo, me atrevo a dizer que a felicidade mora dentro de um abraço e não no brilho de um diamante.
Grande abraço, fique com Deus, sucesso e felicidades sempre.
Fonte: http://ogerente.com.br/rede/carreira/felicidade-humildade?utm_source=Rede+O+Gerente&utm_campaign=e418de2c4f-Rede_O_Gerente_05_03_2013&utm_medium=email

PRF multa caminhões de transporte de perigosos na Dutra


Agentes realizaram fiscalização durante a semana passada e autuaram 12 veículos por irregularidades ou não cumprimento das regras do transporte de produtos perigosos. Blitz ocorreu em Roseira (SP)
fiscalizacao-dutra-perigoso
A Polícia Rodoviária Federal, com apoio da concessionária CCR NovaDutra, realizou na semana passada mais uma blitz de fiscalização do transporte de produtos perigosos na Rodovia Presidente Dutra, na altura da cidade paulista de Roseira.
Segundo a PRF, 12 caminhões foram autuados por apresentar irregularidades. Um total de 33 multas foram emitidas e a documentação de 8 veículos foi apreendida por estar irregular.
Segundo a concessionária que administra a rodovia, a ação de fiscalização tem o objetivo de avaliar as condições de tráfego dos caminhões e da documentação dos veículos, para verificar sua segurança e reduzir os riscos de acidentes.
A ação de fiscalização foi realizada em paralelo ao oferecimento de exames clínicos gratuitos para os caminhoneiros, com verificação de índice de massa corporal, aferição de pressão arterial e exames de colesterol e glicemia. Os exames foram realizados pela equipe de atendimento SOS Usuário da NovaDutra.
Fonte: http://www.transportabrasil.com.br/2013/03/prf-multa-caminhoes-de-transporte-de-perigosos-na-dutra/

segunda-feira, 25 de março de 2013

MSC Cruzeiros faz contagem regressiva para o lançamento do navio Preziosa


Armadora vai incorporar o novo navio à frota no dia 23 de março. Transatlântico tem 140 mil toneladas, 18 decks e capacidade para 4.345 hóspedes
msc-navio-2013
A MSC Cruzeiros, armadora italiana que opera uma grande frota de transatlânticos turísticos, anunciou a contagem regressiva para o lançamento do navio MSC Preziosa, embarcação que será apresentada em Gênova, na Itália.
Segundo a empresa, o transatlântico tem 27 mil metros quadrados de área comum, com estruturas luxuosas e serviços completos para os usuários. A embarcação tem um peso total de 140 mil toneladas, 18 decks e capacidade para hospedar 4.345 clientes no total.
Este novo navio será trazido pela MSC ao Brasil na temporada de cruzeiros de 2013/2014, para os roteiros de luxo rumo ao Nordeste e ilhas do Sudeste, a partir de novembro deste ano.
Fonte: http://www.transportabrasil.com.br/2013/03/msc-cruzeiros-faz-contagem-regressiva-para-o-lancamento-do-navio-preziosa/

Construa um GPS financeiro


A falta de dinheiro com frequência desestabiliza o ambiente familiar e sua tranquilidade.  Há até quem diga que “quando a falta de dinheiro entra pela porta, o amor sai pela janela”. O dinheiro é um recurso escasso, razão da necessidade de se saber como e quando gastá-lo.
Nem sempre agimos com racionalidade em relação ao dinheiro. Impulsos, fatores emocionais e psicológicos afetam nossas decisões. As vezes gastamos para manter as aparências ou imitar os outros e isso pode empurrar as famílias para uma espiral de dívidas e descontrole. É prudente vivermos de acordo com a nossa identidade financeira, respeitando o nosso próprio padrão de vida e evitando imitar o estilo de vida de outros, que não tem nada a ver com nossas possibilidades de renda no momento.
Planejamento é mais do que controlar o seu dinheiro. O primeiro passo para conquistar a tão sonhada independência financeira é aumentar a renda e planejar os gastos.
Planeje primeiro e realize depois. Um orçamento é como um plano de voo. Para que se faça um bom orçamento de receitas e despesas é necessário o envolvimento de todos os familiares na sua elaboração e execução. É impossível viver de improviso e ao mesmo tempo obter o máximo retorno financeiro.  O tempo perdido jamais volta. Planeje-se para realizar os seus sonhos e os sonhos de seus queridos. De preferência faça o seu planejamento por escrito, dando sequência às seguintes frases:
  • O meu sonho é…
  • O meu sonho custa…
  • Quanto devo guardar por mês?
  • Em quanto tempo realizarei?
Exercite a visão de curto, médio e longo prazo. Prepare-se para a terceira idade. Construa um patrimônio e um fundo de reservas financeiras e invista parte do que ganha para manter um padrão de vida digno no fim da vida. A partir da aposentadoria há uma grande possibilidade das despesas com a saúde serem crescentes e em contrapartida, a renda oriunda da previdência social ser decrescente.
Fuja da armadilha do “em suaves prestações”. A imensa maioria dos brasileiros ainda avalia que é mais importante a prestação caber no bolso do que a taxa de juros que é cobrada nas prestações a prazo. Também se acautele do conselho dos gerentes de bancos e financeiras. O que é bom para eles nem sempre é o melhor para você. Siga algumas das recomendações abaixo para evitar gastos desnecessários:
  • Deixe as grifes e marcas famosas para quem puder pagar.
  • Cuide com os pequenos gastos. Some tudo para ver aonde eles vão te levar.
  • Carregue o mínimo de dinheiro na carteira.
  • Deixe o talão de cheques em casa.
  • Não vá ao supermercado com fome (antes das refeições).
  • Se levar os filhos às compras, combine antes quanto podem gastar.
  • Avalie se o seu orçamento suporta, antes de fazer ou aceitar convites para jantar em restaurantes.
  • Verifique em casa quantas coisas inúteis já comprou e aprenda com os erros.
  • Evite o crédito fácil oferecido pelos bancos e lojas.
  • Adote uma postura crítica diante de anúncios e propagandas. Cada indivíduo deve decidir o que quer e não a propaganda.
Sem a bússola ou GPS de um plano e orçamento, o local de chegada será incerto. O caminho mais curto entre o sonho e a realidade arquitetada é seguir à risca um plano e um orçamento financeiro.
Autor: Marcos Luthero é Consultor, Coaching e Palestrante do Instituto Tecnológico de Negócios, nas áreas Financeira, Mercadológica, Planejamento Estratégico e Planos de Negócio. E-mail: itn@sinos.net. Novo Hamburgo – RS.
Fonte: http://ogerente.com.br/rede/economia-financas/construa-um-gps-financeiro?utm_source=Rede+O+Gerente&utm_campaign=e418de2c4f-Rede_O_Gerente_05_03_2013&utm_medium=email