quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Como um líder pode motivar sua equipe sem estímulo financeiro?

Em tempos de crise econômica, muitas empresas quebram a cabeça para encontrar formas de motivar as pessoas que integram seus times. Isso acontece porque grande parte delas está acostumada a promover a felicidade por meio de recompensas financeiras. Mas será mesmo que essa é a única forma de fazer com que um colaborador se sinta motivado e engajado?
A resposta para essa pergunta é não, por mais estranho que isso possa parecer. Claro que dinheiro é importante e as pessoas valorizam e precisam disso, porém, existem várias outras formas de motivar as equipes.
O primeiro ponto importante para motivar e engajar as pessoas é trabalhar a liderança e a equipe, como um todo, para aumentar o nível de confiança na empresa e entre as pessoas. Para que isso seja possível, é fundamental entender que confiança não se ganha na declaração, mas em um processo de construção que envolve comportamentos consistentes. Ou seja, basicamente, é preciso ter coerência entre fala e prática: falar o que se faz e fazer o que se fala.
A segunda coisa que uma empresa pode fazer para que as pessoas se sintam mais felizes tem a ver com empoderamento, ou seja, elas querem poder vir inteiras para o trabalho, poder ser quem elas são e ter mais autonomia no seu dia a dia, para decidir quando, onde e com o que trabalhar.
Por último, mas não menos importante, está o valor do aprendizado e existem muitas formas de se trabalhar essa questão na empresa. Uma delas é por meio de treinamentos, que podem ser no estilo mais formal, ou não. Imagine como pode ser gratificante para o time interno se a organização opta por usar aquilo que as equipes já conhecem, já sabem e podem ensinar para mais gente. Além de ser eficiente é recompensador para as pessoas envolvidas.
Como você pode ver não é tão difícil fazer com que o time se sinta feliz e motivado, mesmo que não aja recompensas financeiras. Muito mais que dinheiro, as pessoas querem sentir que há um propósito naquilo que fazem, que o tempo que dedicam ao trabalho trará satisfação pessoal, ou seja, elas querem ter certeza de que tudo o que fazem tem algum sentido.
Olhe mais para o seu time e perceba o que está faltando para que o engajamento se instaure e a motivação aconteça. Quando você fizer isso, será muito mais fácil entender quais ações são necessárias para fazer as pessoas mais felizes.

Fonte: Exame e http://www.rhportal.com.br/artigos-rh/como-um-lider-pode-motivar-sua-equipe-sem-estimulo-financeiro/

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Tecnologia ajuda empresas a reduzir gastos com combustíveis

Solução logística lançada pela HBSIS em agosto contribui para a otimização das rotas e promove economia de até 6%

O governo federal publicou recentemente um decreto que elevou as alíquotas de PIS/Cofins que incidem sobre gasolina, diesel e etanol. A medida, uma tentativa para alcançar a meta fiscal, atinge principalmente as empresas de logística. A tributação sobre o diesel, por exemplo, subiu em R$ 0,21 e ficou em R$ 0,46 por litro do combustível.
Repassar o valor inteiramente no frete pode comprometer as vendas, portanto as empresas estão em busca de alternativas para economizar e equilibrar as contas do mês. A tecnologia pode ser uma importante aliada para garantir eficiência no processo de entrega de mercadorias.
Desenvolvidas com o objetivo de facilitar os processos e deixar o cliente final satisfeito, tecnologias como o roteirizador permitem aprimorar percursos, economizar combustível e reduzir tempo de entregas. Uma solução especializada em roteirização compõe a plataforma de soluções logísticas desenvolvida pela HBSIS, empresa catarinense que foi apresentada no Agenda Confenar 2017.
A ferramenta utiliza um algoritmo especializado para criar rotas mais inteligentes e reduzir o tempo de percurso, evitando atrasos e potencializando o recurso das distribuidoras. Junto a outras seis soluções integradas, ela contribui para o aprimoramento da gestão dos processos, que vão do armazém até a entrega final dos produtos.
A atuação do roteirizador vai bem além de um simples GPS. Ele programa todos os percursos necessários de forma a otimizar o trajeto, considerando as especificidades de cada mercadoria, as janelas de entrega, os horários de atendimento e o volume de trânsito dos percursos previstos.
Gestão de rotas e redução de custos
Lançado em 2017, o roteirizador HBSIS foi testado pela empresa LF Oliveira com resultados positivos nos processos diários. O volume das operações na revenda aumentou, enquanto o gasto de combustível (em litros) foi reduzido em 6% em maio, na comparação com o mesmo período de 2016.
Segundo Fabiana Reinert, gerente comercial da HBSIS, a solução contribui diretamente para uma gestão mais eficiente e gera resultados relevantes para toda a equipe. “O software consegue traçar rotas mais curtas, considerando o tipo de veículo, restrições de acesso e peso do caminhão, além de permitir o controle detalhado da jornada dos trabalhadores, evitando desvios trabalhistas e sobrecarga nas atividades diárias.” Reinert diz que, a partir de integrações com outras ferramentas, a solução colabora para resultados gerais no processo logístico, dando subsídios para análises mais efetivas.
Benefícios comprovados
“O roteirizador HBSIS permite uma visão detalhada e dinâmica da quantidade de repasses de cada caminhão, da dispersão de quilometragem e das especificidades de cada entrega. Com esse acompanhamento, os clientes ficam mais satisfeitos, as operações de entrega são otimizadas e a revenda ganha em produtividade e economia”, detalha Joecil Camargo, Coordenador de Distribuição da Imaruí Litoral.
A revenda, que atua no leste do estado de São Paulo, utiliza a tecnologia há aproximadamente dois meses e já registrou uma diminuição de 10% na dispersão de quilometragem. O indicador mostra a diferença entre o cálculo de rota previsto e o realizado.
Fonte http://www.revistamundologistica.com.br/noticias/tecnologia-ajuda-empresas-a-reduzir-gastos-com-combustiveis